Artigos

O que faremos quando os carros forem autônomos?

Visando descobrir as intenções dos consumidores para quando carros que dirigem sozinhos forem uma realidade, a Ford Europa conversou com cinco mil consumidores, na pergunta objetiva 80% das pessoas deram a mesma resposta: admirar a paisagem e relaxar.

Já a pesquisa de múltipla escolha mostrou que as pessoas estão interessadas também em conversar por telefone com pessoas queridas ou navegar na internet (72% das respostas) e em aproveitar o tempo para fazer uma boquinha (64%). Tem muita gente ainda que vai aproveitar para colocar a leitura em dia e assistir a filmes. Uma resposta surpreendente veio dos pais que costumam levar as crianças para a escola de carro: 16% disseram que ficariam felizes em deixar que as crianças fizessem o trajeto sozinhas.

O estudo mostra que motoristas europeus passam, em média, dez dias por ano dentro dos carros – e que a viagem de casa para o trabalho é considerada mais estressante que o trabalho em si. Os autônomos seriam, assim, a escolha perfeita para esses trajetos (e também para aquelas noites regadas a bebidas alcoólicas). Quase metade dos entrevistados acredita que os carros sem motorista serão mais seguros.

A Ford anunciou que iniciará os testes com veículos autônomos pelas estradas europeias em 2017, dentro de um plano integrado de serviço compartilhado similar ao que a empresa está realizando nos Estados Unidos. “Essa nova tecnologia vai revolucionar a forma como nós viajamos e como nós vivemos”, diz Thomas Lukaszewicz, gerente de Direção Automatizada da Ford Europa.

Sobre o autor

Magazine Automotiva

Magazine Automotiva

Comentários no Facebook

Publicidade

Curta nossa página