Análises

Confira os carros que perderam menos valor em 2018

A KBB Brasil reuniu os 10 veículos que quase não depreciaram de janeiro a dezembro de 2018

A venda de carros novos cresceu 14,6% em 2018, de acordo com a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Neste ano, diversos modelos já estão prestes a serem lançados. Com a intensa movimentação do mercado automotivo, considerar a venda do veículo já usado é um quesito significativo em uma boa escolha. A KBB Brasil listou as versões que menos perderam valor de janeiro a dezembro de 2018 para o consumidor entusiasmado em comprar um novo carro. 

Quando o assunto é preço de carros, há duas metodologias para calcular a perda de valor: Desvalorização e Depreciação. A desvalorização é a comparação do preço atual de um veículo 0Km com os valores aplicados pelo mercado à mesma versão fabricada em anos anteriores. Já a Depreciação usa o valor do veículo 0Km em um período determinado em relação a seu atual valor residual, sempre considerando o mesmo ano/modelo e sem o mesmo rigor de sua definição contábil, que tem regras muito estritas. Neste levantamento, foi aplicado o conceito de depreciação.  

O estudo conta com representantes das categorias Hatch, Sedã e SUVs. Além disso, 70% do ranking é composto por modelos equipados com transmissão automática, o que pode refletir a crescente preferência dos brasileiros – principalmente nos grandes centros urbanos, onde há alto índice de engarrafamento.  

O hatch compacto Polo Highline 200 TSI se destaca como a versão que sofreu a menor depreciação no ano passado, somando queda de 1,47%. Seguido pelo Hyundai IX35 2.0, o SUV médio apresenta índice de 2,22%. O Volkswagen Golf GTI 350 TSI encerra o top 3 abaixo de 3%, com perda de 2,84%. 

“Uma das coisas mais interessantes ao realizarmos análise de depreciação é visualizar a participação de marcas já esperadas, como a presença da Volkswagen – montadora tida mundialmente como fabricante de veículos resistentes. E, ao mesmo tempo, ter surpresas que o senso comum jamais esperava, como é o caso do Cherry QQ e Troller T-4”, avalia Ricardo Fischer, gerente de Valuation da KBB Brasil

Veja a relação completa com todas as versões que mal passaram por depreciação e2018

VEÍCULO/VERSÃO 0KM – Janeiro 2018 Usado – Dezembro 2018 Depreciação: 2018 
VOLKSWAGEN POLO HIGHLINE 200 TSI FLEX R$ 69.190 R$ 68.172 -1,47% 
HYUNDAI IX35 2.0 16V FLEX R$ 99.990 R$ 97.770 -2,22% 
VOLKSWAGEN GOLF GTI 350 TSI DSG R$ 134.870 R$ 131.041 -2,84% 
VOLKSWAGEN VIRTUS HIGHLINE 200 TSI FLEX R$ 79.990 R$ 77.374 -3,27% 
CHERY QQ ACT 1.0 12V FLEX R$ 32.290 R$ 31.215 -3,33% 
HONDA CITY DX 1.5 16V FLEX R$ 60.900 R$ 58.805 -3,44% 
SUZUKI VITARA 4SPORT 4X2 1.4 16V TB AT R$ 109.490 R$ 105.338 -3,79% 
HONDA CIVIC SPORT 2.0 16V CVT FLEX R$ 96.400 R$ 92.564 -3,98% 
LAND ROVER RANGE ROVER EVOQUE CONVERSIVEL HSE DYNAMIC 2.0 TB-Si4 R$ 293.100 R$ 281.108 -4,09% 
TROLLER T-4 XLT 3.2 20v TDCi R$ 128.994 R$ 123.204 -4,49% 

A KBB utiliza tecnologias de análise de dados e Big Data para produzir os levantamentos de precificação e desvalorização de veículos novos e usados. Os valores aqui presentes são gerados por meio de um complexo algoritmo, que analisa diversos fatores de comportamento do mercado automotivo brasileiro, além de seguir uma rígida análise de especialistas. A empresa atua com o propósito de conscientizar os consumidores na compra e venda de carros a partir da determinação de preços justos.

Sobre o autor

Magazine Automotiva

Magazine Automotiva

Comentários no Facebook

Publicidade

Curta nossa página