Artigos

A nova Ford no Brasil

Muito tem sido comentado sobre o encerramento da produção de veículos Ford no Brasil.  Quem tiver a oportunidade de entrar na página corporativa da empresa e acessar a área de investidores, vai poder entender as razões por trás desta ação. É só baixar as apresentações estratégicas disponíveis, já que a empresa é de capital aberto.

A empresa redefiniu sua estratégia e está agora concentrando esforços e recursos em eletrificação, conectividade e veículos autônomos. Em suma, em veículos de alto conteúdo tecnológico. Além disso, o plano prevê sair de negócios não rentáveis.

Quanto à linha de produtos os investimentos estarão nas Picapes, SUVs, o Mustang e comerciais tipo Transit. Veículos mais simples, com menor conteúdo tecnológico estão fora desta estratégia.

No Brasil, como sabemos, não temos ainda uma direção sobre o futuro da tecnologia veicular. Temos que decidir se vamos nos alinhar à mudança de paradigma global, que prioriza a eletrificação e a conectividade ou vamos manter o padrão atual. Temos que decidir se seremos participantes ou expectadores da revolução tecnológica no setor da mobilidade.

Portanto, no caso da Ford, trata-se de um realinhamento. A empresa já mencionou a intenção de manter a marca no país e vai manter a produção da Ranger e Transit dentro do Mercosul. Outros veículos devem ser importados do México e outros países.

Para concluir, lembramos que essa reestruturação da Ford é global e fábricas tem sido fechadas também na Europa, Índia e China.

A CARCON Automotive, juntamente com sua parceria LMC Automotive, efetua análises em tempo real em todos os mercados importantes. Mais detalhes sobre os vários cenários,  se levam em conta uma série de riscos e oportunidades, podem ser obtidos mediante consulta.

por Jomar Napoleão, consultor da Carcon Automotive

Sobre o autor

Magazine Automotiva

Magazine Automotiva

Comentários no Facebook

Publicidade

Curta nossa página