Artigos

Dicas para contratar o seguro para o carro

Dicas para contratar o seguro para o carro
Foto: Seguro de automóvel (Pixabay)

Realizar o sonho de comprar um carro é o momento mágico na vida de qualquer motorista. Seja trocar por um modelo mais novo ou aquele tão sonhado zero quilômetro com cheirinho de novo na garagem. Mas de que vale tanto esforço para comprar seja qual for o veículo, se cuidados básicos não forem tomados, como por exemplo, com a segurança. Seja Volkswagen Up! Ou um Hb20 usado, não importa o tamanho do sonho realizado, é importante fazer o seguro do seu carro.

O carro mais vendido do ano também se torna o mais visado pelos marginais. Não importa o ano ou geração do Chevrolet Onix, por exemplo, quando os bandidos estão prontos para aproveitar as distrações e roubar o seu bem que tanto lhe rendeu suor para comprar. Por isso, siga as dicas para escolher um bom seguro para o seu automóvel e não ficar no prejuízo.

  1. Corretor de seguros

Conhecer o corretor de seguros pode ajudar na pesquisa de qual a melhor companhia para contratar o serviço. Um profissional especializado vai buscar o contrato mais acertado para as suas necessidades, de acordo com o seu perfil e seus usos diários do veículo, já que os hábitos interferem no valor do seguro.

  1. Avaliação de perfil

Ao buscar um seguro para o seu veículo é importante repassar todas as informações corretas sobre os hábitos de vida do proprietário e/ou condutor do veículo, sobre o local onde o carro é guardado, tudo que possa influenciar na segurança do bem. A faixa etária do contratante do seguro também é muito importante. Se o condutor do veículo tiver entre 18 e 26 anos, com certeza os valores serão mais altos, já que está é uma faixa etária que tende a oferecer mais risco.

  1. Franquia

Outro fator que determina o valor final do seguro. A franquia é aquele custo que poderá ser gerado para o contratante caso o seguro seja acionado. Ao se envolver em acidentes o contratante aciona o seguro e para reparar o veículo, esta franquia é valor pago para o seguro como um prêmio. Caso o carro tenha perda total por acidente ou roubo, o valor não precisa ser pago pelo contratante.

Quando a franquia é reduzida, o valor do seguro tende a ser mais caro, para financeiramente ser rentável para a seguradora. Quando a franquia é normal, o valor do seguro fica mais barato, mas o contratante assume o prejuízo maior no valor da franquia.

  1. Bônus

Quando o cliente já possui o seguro de um carro por alguns anos ele vai aumentando sua classe de bonificação junto as seguradoras e acaba ganhando desconto na contratação do seguro. Lembrando, que o bônus é para o segurado que tem contrato de seguro, mas não utilizou o seguro, então na próxima contratação tende a ser mais barato. Caso o contratante venha a utilizar o seguro, ele perde alguns pontos na classificação de bônus.

  1. Seguro de fábrica

Esta modalidade é mais encontrada nas montadoras que vendem carros de luxo. A negociação é feita diretamente na concessionária com o aval da montadora, por isso pode ser mais barato para o cliente, já que algumas bonificações podem ser inseridas no contrato, que em uma seguradora fora da concessionária, poderia ter custos a mais, como por exemplo, o uso de carro reserva.

Quais os itens não podem faltar no contrato de seguro

  • Benefícios obrigatórios: desde o pacote mais básico do seguro é preciso que tenha cobertura contra colisão, furto, roubo e incêndio.
  • Seguro contra terceiros: este item torna a apólice de seguro mais completa, já que protege o contratante de eventuais danos causados a patrimônios de terceiros, como por exemplo, se o contrate bate o carro contra um muro ou outro carro. O seguro cobre as despesas, e não o contratante.
  • Valores contratados: com o número cada vez maior de carros circulando pelas ruas, ficou mais fácil se envolver em acidente. Avaliar os valores das apólices para cobertura de seguro contra terceiros, de valores para indenizações, entre outros é fundamental para contratar uma boa apólice de seguro.
  • Valor da franquia: este item permite baratear ou não o seguro do carro. Mas, é de extrema importância que o valor da franquia caiba no bolso do contratante. Em caso de acidente, o valor tem que ser pago integralmente para a seguradora para que o veículo seja reparado.

Como baratear o custo do seguro do carro

Alguns fatores podem interferir diretamente no valor final de uma apólice de seguro. A faixa etária do contratante e/ou motorista do veículo é o primeiro ponto que aumenta o custo de um seguro. A velha máxima “homens dirigem melhor” cai por água abaixo no quesito seguro, já que para as mulheres, o seguro de carro costuma ser mais barato.

A instalação de dispositivos de segurança, como os rastreadores, pode também gerar uma diminuição dos custos do seguro em até 20%. Em alguns casos, dependendo do valor do seguro que está sendo contratado, é obrigatória a instalação do rastreador para facilitar na busca pelo veículo em caso de furto ou roubo.

Outro item que pode baratear até 10% do valor do seguro é a garagem. O quanto de tempo que o veículo permanece em um local seguro e fechado. Se o carro passa as noites em garagens cobertas, fechadas e de propriedade privada, com toda certeza, um bom desconto será dado ao contratante. Se o contrário for, o custo da contratação do seguro pode ficar muito alto.

Quais carros tem o seguro mais barato

Alguns carros são mais visados pelos marginais. Golf, Gol e o antigo Astra já foram sinônimos de prejuízo para as seguradoras no passado. Como não existe uma tabela fixa com os valores do seguro os preços vão variar de acordo com o cenário. Hoje em dia, todo carro corre risco, então os fatores já listados podem baratear ou aumentar os custos do seguro.

Mas alguns veículos, por uma série de fatores, tendem a ter seguros com valores menores, como o Ford Ka, o Vokswagen Up! e o Chevrolet Onix, sendo que os dois últimos podem ter valores abaixo de R$ 2.000,00 em uma cotação média.

 

Sobre o autor

Magazine Automotiva

Magazine Automotiva

1 Comentário

Clique para comentar

Publicidade

Curta nossa página